31 de jan de 2016

Sobre Cansaço

Ser mãe cansa. Parece óbvio, mas é a mais pura verdade :-))
E como diz meu marido, o óbvio também precisa ser dito hahaha


Claro que tudo nessa vida nos leva ao cansaço.  Seja trabalho,  as atividades de casa, um esporte. Mas a diferença é que na maternidade esse cansaço não te permite parar,  não importa o quanto cansada você esteja, alguém vai precisar de você.

Sim, a sua maternidade gerou em alguém a paternidade,  e isso deve ser dividido,  no entanto a mais justa das divisões de tarefas e cuidados não será igual.  Marido vive dizendo que não tem leite, se pudesse iria amamentar. Mas não tem jeito, na hora da fome é você e você.

As vezes a idealização da maternidade não nos permite refletir sobre o quanto tal missão vai levar você ao limite. Eu não  trabalhei isso em mim quando estava grávida do meu primeiro filho, e tudo o que eu pensava nas minhas noites insones era: "quando isso vai acabar".

Lógico que elevado a potência de um baby blues. Uma briga insana de fazer meu filho dormir no berço (e o fato dele não dormir, que elevou meu cansaço de ficar acordando muito e a frustração de não "conseguir"), uma falta de confiança em mim mesma, tudo isso me fazia querer que o tempo passasse rápido.

Dizem que o primeiro mês de um bebê é punk. Eu diria que os 40 dias que são!  Esses demoram demais pra passar,  o cansaço parece persistir de um modo avassalador.

Mas como marinheira de segunda viagem eu posso te garantir,  ele sempre vai voltar :-))

Não é terrorismo,  é um conselho.  Prepare-se para o cansaço e para alegria de ter um sorriso banguela.

10 comentários:

  1. Hj em dia as maes de internet pintam a maternidade como um conto de fadas e escondem essa parte do cansaço,entre outras dificuldades
    E ele existe ne...nao tem como fugir da situaçao
    Amei seu post...super verdadeiro e sincero
    bjo

    ResponderExcluir
  2. OI Nise

    Sigo um povo no instagran que é bem isso mesmo, maternidade conto de fadas.
    Que nada! O negocio é punk mesmo, e olha que precisamos de coragem e animo para seguir em frente, sempre com muito amor.

    Bjs :-))

    ResponderExcluir
  3. Oiee Maira...

    Realmente esses primeiros dias não são fáceis!!! A minha princesa está com 17 dias, e já estive no limite da exaustão!!!
    Costumo dizer que ninguém nos conta a parte difícil de ser mãe!! Todos nos mostram e falam apenas a parte boa, apenas o conto de fadas!!!

    Sempre sonhei em ser mãe... Mas esses primeiros dias, em alguns momentos, cheguei a ter um pequeno arrependimento!! Antes eu dormia, comia, descansava, olhava TV a hora q eu queria... Hoje não tenho a mesma disponibilidade!! Na verdade, fazer tudo isso se tornou luxo!! A noite, quando ela acorda, o meu marido pega ela e me dá... No máximo olha a fralda... Como tu mesma disse, eles não tem o poder da amamentação... Então, ainda mais cansada ficamos!!! Somos nós quem amamentamos, é o nosso cheirinho que eles querem sentir... É o nosso colo que eles buscam!!!

    É cansativo, é estressante, mas é lindo!!! É o momento mais mágico na vida de uma mulher!!!

    Espero ansiosa pelos 40 dias dela... Pq talvez assim eu consiga curtir um pouquinho mais a maternidade!!!

    Desculpa pelo desabafo... Mas me identifiquei muito com o teu post!!! Não tem sido fácil, mas basta ver aquele sorrisinho banguela (mesmo que seja através de um sonho deles) que tudo passa!!!!

    Beijuxx

    Tati

    http://umatentantefuturamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tati querida

      Passei no seu blog pra ter notícias. Imaginei que sua pequena tivesse nascido. Parabéns!!! Deus abençoe grandemente. Muito Leitinho pra vcs!

      Não é fácil mesmo querida. Agora no meu segundo eu sofri (e sofro) bem menos do que no meu primeiro, isso porque sabia que seria assim mesmo e isso em mim não gera expectativa e eu acabo administrando melhor.
      Mas é punk demais, pois o cansaço vai acumulando. Mas depois melhora. É o mantra de eu entrego (porque as coisas não estão no nosso controle mesmo), eu aceito e eu agradeço.

      Sabe que muitas vezes minha vontade era voltar meu filho pra barriga hahahhah

      Até hoje, quando temos uma crise difícil com nosso primeiro filho (quase 5 anos!) meu marido me pergunta onde amarramos nosso bode hahahhaha
      É isso, cada dia uma fase nova, uma etapa pra vencer e uma alegria.

      Qualquer coisa me escreve m.sonegorodrigues@gmail.com

      Bjs

      Excluir
  4. Oi Maira...tb desabafei lá no blog...apesar de tudo, basta olhar pro meu biscoitinho que faz tudo parecer menor ao redor.
    Espero que eu tenha coragem de ter outro, rs!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi PVzinha

      Sabe que nós mulheres, apesar do século 21, ainda somos muito pressionadas. Tem que ser mãe e ser feliz 120% do tempo, mesmo dormindo só duas horas :-))
      Não é falta de amor, é só cansaço. Mas não pose reclamar ou é capaz de ouvir "quem pariu Mateus que carregue".

      Mas vai passar!! Daqui uns dois anos ela já vai estar dormindo e você querendo outro barrigão hahahaha


      Bjs!!

      Excluir
  5. nossa mais pura verdade, mas como mãe de uma de 5 anos garanto passa e os momentos de descansam voltam, ñ tanto como antes mas voltam sim rsrsrsrs a gente acha q esse cansaço sera eterno, mas ñ, só ñ dá p focar em quando o dia chegara, quando terei a tão esperada paz, ai ñ dá, pq o dia é incerto, tem quer curtir mesmo pq apesar d tudo, vai fazer falta, muita falta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol

      Melhora sim! Os desafios mudam hahaha.
      Mas aqui em casa o sono sempre foi complicado. Melhorou quando ele tinha uns 3 anos, mas até lá foi punk.
      Hj meu pequeno dorme melhor a noite, que Deus conserve :-))

      Bjs

      Excluir
  6. Acho que o primeiro filho nos torna mais forte para enfrentar o segundo. Hoje o Daniel está com 28 dias e não me sinto tão cansada como do primeiro filho. Acho que somos obrigadas a ser mais fortes, afinal tem um ser mais velho fazendo birra, tocando o terror enquanto você está com duas olheiras de panda querendo dormir. Mas eu mesmo cansada procuro curtir pq sei que essa fase vai passar e se eu não aproveitar vou acabar me arrependendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gi

      Realmente no segundo precisamos ser mais forte, pois não dá pra tirar uma soneca junto com o bebê, precisa suprir o primeiro de cuidado e atenção.
      No quesito sono, meu maior também não colabora para as sonecas do irmão hahaha. Me resta ficar com ele no colo, pois aí dorme um pouco melhor.

      Vai dar certo, e vamos conseguir.
      Bjs

      Excluir

Eu amo seu comentário, e amo responder seu comentário também!!
Por isso optei em moderar, apenas para não deixar nenhum sem resposta.