7 de mai de 2014

Férias

Passou muito rápido, mas quero deixar aqui registrado a primeira vez que bambino andou de avião, barco, colocou os pezinhos na areia e tomou um caldo da onda heheh.

Fomos para Ilha de Itaparica na Bahia do meu Deus. Fomos marido, bambino e eu em um vôo mais cedo e a noite meus pais.

Lição 1: Se for em grupo que todos possam ir juntos. Isso porque poderíamos ter garantido mais conforto e economia.

Para não pagar duas estadias do carro no estacionamento de guarulhos optamos por ir de ônibus. Por isso saímos quase 4 horas de antecedência. O vôo foi tranquilo e bambino se comportou muito bem.

Quando chegamos em Salvador ele já estava cansado, pudera pois já estávamos fora de casa 8 horas. Nem bem colocamos o pé no chão e ele pediu para ir pra casa.

Hora de ir para a travessia. O aluguel do carro não deu certo, fomos ver um taxi e era uma verdadeira fábula. Realmente me assustei.

Ainda na primeira lição, se estivéssemos todos juntos o taxi ficaria mais "macio" de pagar.

Nos restou o transporte publico, ótimo bem mais sustentável mas levamos 3 horas para fazer um trajeto de 35KM. OK, eu e marido estamos acostumados com essa rotina, mas bambino não. A sorte que ele dormiu e só acordou quando pegamos o Ferry Boat, mas pensa como ele transpirou!  Um calor absurdo mas sorria, você esta na Bahia.

Chegamos na ilha quase 23hs e só uma pizzaria estava aberta. Foi nosso jantar.

Na hora de dormir Gianlucca queria leite, mas não tinha. Foi sofrível ver ele pedindo insistentemente e não ter.

Lição 2: nas próximas viagens sempre levar um pouco de leite em pó. Na hora do aperto quebra um galho.

E meus pais? O vôo atrasou e quando chegaram não tinha mais nada. Optaram por esperar no aeroporto até o amanhecer.

Os dias que ficamos foi muito bom. Bambino, apesar da alergia que atacou, aproveitou muito. Foi lindo de ver a alegria dele entrando no mar, chorando até aprender que precisava fechar a boca na onda, e a brincar muito na areia.

No último dia choveu e aproveitamos só  pouco, mas valeu muito ficar no flat e tirar um cochilo. Como disse no instagram (@masonegorodrigues), é a arte de desacelerar.

Na volta até o aeroporto fomos todos juntos. No Ferry o mar estava muito agitado e Gianlucca reclamou muito de dor na barriga, achei que iria colocar os bofes pra fora, mas dormiu.

A volta foi mais cansativa. Parecia que nunca chegava. No final deu tudo certo e aproveitei esses poucos 10 dias de maneira louca. Voltei revigorada mas querendo mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu amo seu comentário, e amo responder seu comentário também!!
Por isso optei em moderar, apenas para não deixar nenhum sem resposta.