29 de abr de 2014

Ajuda ou Pitaco Alheio?

Tenho três pessoas no meu FB grávidas. Uma delas se empoderou tanto na primeira gestação que depois que o baby nasceu se formou doula e agora na gestação do segundinho passou no vestibular de obstetrícia e mesmo barrigudinha está cursando.

As outras duas gravidinhas são marinheiras de primeira viagem. E eu tento dar uma ajudinha de vez em quando, uma dicas vez e outra, abordando o pouco do que me forcei a saber nesses três anos de maternidade.

Confesso que minha busca por informação nasceu junto com o bambino. Durante a gestação eu pouco procurei informação. Afinal não havia tanto segredo, era fazer os exames, tomar as vitaminas, ir ao médico uma vez ao mês e esperar nascer. Em outro momento vou retomar esse assunto sobre meu processo de gestar e parir da primeira gestação.

O que quero aqui deixar registrado é minha agonia ao ver o caminho que essas duas estão seguindo, que não é natural e correto, mas que pregam por aí como certo.

Vi que uma delas curtiu um artigo como "educar" os pequenos quando são muito apegados a mãe. Chegou a me dar coceira, sabe?!

Eu venho tentando vez e outra abordar por mensagem privada no face (pois moramos em cidades diferentes) alguma coisa sobre parto, amamentação, as necessidades dos pequenos. Não sou letrada no assunto, mas busquei muito e muito para fazer diferente com o meu filho. Muito foi feeling por exemplo o choro, pois nunca gostei de deixar Gianlucca chorando. Outro exemplo o ato de amamentar, deixava mamar a hora que bem entendia, quantas vezes deixei a comida no prato para amamentar...inúmeras. Outras eu fui atrás mesmo!

Ao falar para marido da vontade que tenho de ajudar, abrir os olhos e da pouca receptividade que tenho ele me disse algo certo. Estou informando sem ter sido solicitada.

Verdade, ninguém me pediu ajuda ou informação. Mas eu também não tive alguém no meu círculo que pudesse abrir meus olhos para o que estava difícil de achar, e como seria diferente!!

Mas essa sensação de que estou simplesmente dando pitaco ao invés de ajudar me incomoda.

O que fazer eu não sei. Talvez domar esse vontade de compartilhar aquilo que busquei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu amo seu comentário, e amo responder seu comentário também!!
Por isso optei em moderar, apenas para não deixar nenhum sem resposta.