15 de dez de 2014

O filho único

Aqui em casa temos o hábito de fazer cócegas soprando a barriga.

Hoje enquanto Gianlucca fazia na minha barriga, me dei conta que ele não fará isso comigo grávida.

Não haverá interação entre irmãos intra-utero. Nem pós útero.

Quando me dei conta disso, comecei a chorar, mesmo que estivéssemos brincando.

Nunca me imaginei ser mãe de filho único.
Mas Deus sabe o que faz.

Agradeço a Deus por ter me dado a oportunidade de gestar meu amado filho. Amamentado meu bambino querido. Por ter realizado meu milagre e ter concretizado o desejo mais profundo do meu coração.

É isso. Acabou projetos, tentativas, expectativas.

Agora é viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu amo seu comentário, e amo responder seu comentário também!!
Por isso optei em moderar, apenas para não deixar nenhum sem resposta.