3 de dez de 2014

O dia que virei má cuidadora de animais

Senta aí queridos que lá vem a história, veridica, pra minha infelicidade e chateação.

Eu comentei há uns 2 meses atrás sobre a adoção de uma cachorrinha e como bambino é louco por ela.

Por razões que não posso explicar aqui, decidimos encontrar um novo lar pra ela. De maneira completamente humana, cuidadosa.

Aí inocentemente cometi alguns erros.
1- comentei com a pessoa que adotei que não poderia ficar com ela e expliquei a razão superficialmente. Nossa conversa foi por whatsapp, como sempre ocorreu nesses últimos 3 meses.
2- ela me pediu uma foto e mandei uma ao meu lado e outro na bagunça onde ela estava com uma escova de dente (gentilmente cedida pelo bambino), um tênis que ela pegou de dentro do armário e alguns copos plásticos que ela pegou no armário da cozinha. Sim, ela é um filhote furacão.

Aí começou meu martírio. Essas fotos foram enviadas para outra pessoa, que descreve a situação como a seguinte:

"Sendo devolvida. Temos razões para acreditar que está sofrendo maus tratos. Precisa de um lar de verdade, onde seja educada, amada, vacinada. Perceba que nem brinquedos adequados ela tem"

No mesmo momento (as 23hs de um domingo) entrei em contato com a pessoa que realmente é meu contato e disse que o que estava escrito lá é tudo mentira!!!

Sophie, minha gente de Deus, só come razão super premium que custa uma pequena fortuna, come um ossinho por dia, recebe vermífugo a cada 15 dias por conta de um problema no intestino, nunca foi agredida e tem bambino. Minha vontade é filmar a alegria dela quando chegamos em casa. E sim, ainda está sem vacina devido o tratamento que estamos fazendo com vermífugos.

A pessoa retratou o post. Mas o estrago já tinha sido feito na minha alma.
Chorei a noite como se algo dentro de mim tivesse morrido. Juro!! Estava inconsolável.

Demorei dois dias para digerir tudo o que estava sentindo. Porque aquilo tinha me impactado tanto.

Como passei de heroína salvadora de um bichinho e me transformei em uma pessoa que em seguida os maltrata?

Respostas:
1- pela falta se empatia do ser humano. Em nenhum momento foi considerada a razão da minha "desistência".
2- não supri a expectativa de pessoas que não me conhecem.
3- não consideram como estou conduzindo o processo de maneira humana, levando em conta o bem estar dela. Ela ainda está conosco, não vou deixar sem abrigo, nunca!

Sendo eu uma pessoa que acredita na criação com apego, cama compartilhada, criação sem violência poderia ser tão diferente, ser Monstra com os animais?!?

Arrependimentos desse acontecimento: ter envolvido a pessoa inicial nessa nova busca por um lar. Deveria ter resolvido sozinha, como atualmente estou fazendo. E ter mandado a bendita dessa foto, onde minha intenção era mostrar ela brincando.

Lição: a internet é mentirosa e destruidora de sonhos, reputação e causadora de angústia. Saiba usar! E lembre-se que sempre somos responsáveis daquilo que falamos e escrevemos.

Lição 2: adote. Sempre é uma lição, sempre.


2 comentários:

  1. Maira é extremamente lamentável que você tenha sido vítima desse tipo de situação... infelizmente algumas pessoas tem o péssimo hábito de distorcem a verdade na internet e acabam denegrindo a reputação de muita gente. Ainda bem que você conseguiu extrair uma lição desse lamentável episódio. Essa sua publicação certamente servirá de alerta para muita gente. Temos mesmo que ser extremamente cautelosos em nossas conversas na internet. Espero que logo, logo você encontre um bom lar para essa cachorrinha. Bjão!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lyanna.
      Foi muito difícil. Escrever me ajudou que isso não me machuque mais.
      Uma pena mesmo! Bjs

      Excluir

Eu amo seu comentário, e amo responder seu comentário também!!
Por isso optei em moderar, apenas para não deixar nenhum sem resposta.