27 de jan de 2015

Tamanho é documento?

Bambino nasceu com 45cm e 3.010Kg. Gordinho, porque era pequenino. As fraldas eram RN e usou um pouco de RN (apesar de não termos comprado muito). Na última ultra que fizemos o médico me disse "esse rapaz vai ser pequeno". E assim Gianlucca é rotulado desde útero, como pequeno.

Apesar de ter nascido de 39 semanas, de acordo com a DUM, eu desconfio que foi de 37, pois minha ovulação sempre foi tardia e as ultras sempre davam com um pouco menos do que a DUM. No entanto ele sempre foi considerado um bebê a termo.

Aí meu pequeno morto de fome começou a me sugar, sugar e sugar e logo estava grandão e pesadão. Lembro de certa vez estar na farmácia com ele e uma outra mãe com seu bebê veio me perguntar quantos meses ele tinha, quando disse 3 ela se assustou. Então perguntei quando meses o bebê dela tinha, eram os mesmos 3 meses. Gianlucca erá quase o dobro do pequenino. Eu disse que ele mamava muito no peito (eu fiquei constrangida com o desconforto dela, mãe tem dessas de comparar) e ela me disse que o dela era só no NAM. Bingo! Aí estava o porque. Mas entendo que impossibilidades acontecem, o que eu recomendo para qualquer mãe que não consegue amamentar é: vá ao banco de leite materno da sua cidade. Melhor do que qualquer fórmula.

Bambino estava na média dos bebês meninos (até nisso tem diferença, oh chatice!). Foi então que parei de amamentar por conta das dores de cabeça que tinha, fiquei 15 dias sem dormir com dor constante, tinha vontade de bater com a minha cabeça na parede (no entanto hoje eu faria diferente, priorizaria amamentação até 1 ano pelo menos, faltava tão pouco! Fui fraca. #desabafo). E juntando pouco sono + parada do peito o crescimento do bambino estagnou. Do primeiro ano até quase o segundo ano Gianlucca não cresceu, não perdeu roupa e não perdeu sapato. O MUNDO INTEIRO me dizia, nossa como ele é pequeno, pequenininho, toquinho de gente, e todas as variações possíveis.

Sério, isso me fazia mal. Ao Rodrigo também. Eu não aguentava mais ouvir isso, até porque eu achava ele pequeno também e quando reclamava para a pediatra ela dizia que era normal, que criança de 1 para 2 anos quase não cresce. Como assim não cresce? E todas as crianças que estão na sala dele nessa faixa etária, e são grandes? E perdem o sapato? O meu não perdia. Ficou 1 ano usando o número 18.

Mudamos de pediatra, e fomos fazer exames de sangue. Estava com deficiência de vitaminas que impactam no crescimento. Credito tudo isso a falta de peito + falta de sono. Sono é indispensável para o crescimento, não é possível crescer sem dormir. Estava também com baixo peso para idade dele.

Começamos tratamento com o pediatra e ele também nos encaminhou para o endocrinologista. Nessa momento que entrou na minha vida o médico velhinho de SP. Ele trata somente com homeopatia. Foi Deus que colocou esse homem no meu caminho. Fizemos tratamento com ele e depois paramos (depois de 1 ano e 6 meses) pela logística de ir para SP com bambino a cada 2 meses. Os remédios são caros, mas ele tratou o conjunto da obra: crescimento, sono, sinusite e rinite.

Gianlucca então começou a perder roupa e sapato. O dia que fui comprar mais roupa pra ele, eu não me aguentava de felicidade. Eu pensava: finalmente! Obrigada meu Deus.

Em Dezembro de 2013 voltei ao pediatra e ele pediu revisão dos exames de sangue, só para ver como as coisas estavam caminhando. Não queria fazer, e Rodrigo a contra gosto concordou. Como Gianlucca não ficou mais doente, eu não voltei mais ao pediatra, ate´o dia 04/12/14 quando eu precisei voltar.

Rodrigo não entrou comigo no consultório, sabendo da bronca por ter desaparecido por 1 ano e ainda voltar sem os exames que ele havia pedido. Sou como Ester, corajosa, e encarei o homem hahahah.

Ainda está abaixo da média tanto na estatura quanto no peso (peso bem menos), então lá vai bambino pra picadinha e RX para idade óssea. Levamos os resultados para o médico, tudo perfeito (exceto colesterol que está alto! Gente, não tem industrializado nessa casa, nem fritura!! Dureza!). No entanto ele tem potencial para crescer, exame de idade óssea comprovou isso. Lá vamos nós para a natação para ajudar no processo.

Eu hoje estou mais tranquila com tudo isso, por dois motivos (reparou que sempre tenho dois motivos?):
- Hoje ele tem perdido roupa e sapato. Sapato mais rapidamente que roupa, a cada 2 meses temos que trocar.
- Já me convenci que tamanho não é documento. Sou a prova viva disso! Tenho 1,52 de altura, sempre fui a menor da turma, mas nunca deixei de fazer nada que eu queria por isso. Até rapel em pleno prédio de 13 andares em SP eu já desci! Eu não teria sucesso como jogadora de volei profissional, mas nada me impediu de jogar volei, e participar de um campeonato escolar (ok, foi ridículo com esse tamanho no meio dos outros jogadores gigantes, mas nunca me importei com o ridículo mesmo hahahaha). Porque sempre temos que estar "na média"?? É um máximo sair da média, pelo menos em alguns momentos da vida. Deve ser muito chato sempre ser e estar na média.

Lógico que vamos priorizar a saúde dele, dar maneiras que ele desenvolva todo o seu potencial em qualquer coisa que ele quiser, inclusive tentar que ele cresça como deve crescer.

No entanto hoje quando me perguntam a idade dele, e em seguida eu escuto: que pequenino, eu logo emendo: mas é furação de inteligência e sagacidade. E nesse quesito, ele transborda!

2 comentários:

  1. Oi Maira!!!
    Olha, relato perfeito viu.
    Eu sempre fui pequenina e ouvi tudo isso... Mas quando meus pais enfatizavam a inteligência e esperteza, ficava muitoooo feliz.
    Tamanho não influencia em muita coisa. Cuida da auto estima dele e ele fará tudo que quiser!
    Beijos

    http://projetonossobebe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi PVzinha

      Sei bem o que você sentia hahahha.
      Sempre dizemos que ele é grande, inteligente e forte! E ele se sente dessa maneira, isso é incrível.
      Vamos caminhando na direção de fortalecer a auto estima.
      Super beijo

      Excluir

Eu amo seu comentário, e amo responder seu comentário também!!
Por isso optei em moderar, apenas para não deixar nenhum sem resposta.