5 de jan de 2014

Sobre a (não) segunda gravidez

Quando decidi pelo nome do blog só um filhote fazia parte da família. E ainda é assim, ou não, já não sei.

Minha vontade de ampliar a família começou um pouco antes do bambino completar 2 anos, em Março de 2012. Mas muitas coisas impediam de isso acontecer.

Eu havia recém começado em um novo trabalho, marido estava em transição nos projetos e não estávamos preparados financeiramente para  mais uma escola, mais um plano de saúde, e por aí vai.

Eu usando Mirena, permaneci assim até Agosto de 2013, quando retirei e desde então estamos praticando sem pensar muito. Na verdade marido não pensa muito (mas assume os riscos heheh). Eu todo santo mês me pego pensando em como seria incrível ter o segundinho.

Bom, hoje estou com 12 dias de atraso e com 2 testes de farmácia negativos. Meu coração deseja profundamente, meu corpo me diz que sim (mas não sei se por reflexo da minha cabeça, ou porque é mesmo) e essa ansiedade está me fazendo mal.

Agora me resta aguardar um horário com o médico louco que venho frequentando, pois a GO humanista é só dia 21 (marcada há 3 meses atrás). Eu não vou administrar a ansiedade até lá, assim eu volto no loucão mesmo.

Quede con Dios!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu amo seu comentário, e amo responder seu comentário também!!
Por isso optei em moderar, apenas para não deixar nenhum sem resposta.